Este site utiliza cookies . Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Para mais informações consulte a nossa Política de Cookies. Fechar
[Breve história da empresa]

A “Castelform – formação e consultoria, lda” é uma entidade formadora certificada pela DGERT, atuando no setor da formação profissional há 15 anos.


Temos por objeto principal a promoção de cursos de formação profissional e, de forma complementar, a elaboração de candidaturas a projetos de investimento e outras atividades de consultoria para os negócios.


A Empresa tem sede em Braga, sendo “Castelform” a designação atual da empresa “Castelmaia”, criada em 2004 no concelho da Maia, onde mantemos um serviço de formação.

[Objetivos, missão e vocação]

O nosso principal objetivo é desenvolver ações de formação ajustadas às necessidades das empresas, dos seus colaboradores, mas também de adultos em idade ativa que pretendem reorientar a sua carreira profissional.


Prestamos ainda serviços de consultadoria a empresas, nomeadamente em projetos de formativos, elaboração de projetos de investimento ao Portugal 2020, estudos de viabilidade económica e consultoria de gestão.


QUALIFICAR ATIVOS E (RE)INSERIR DESEMPREGADOS NO MERCADO DO TRABALHO É A BASE DA NOSSA MISSÃO.

[Orientação da oferta formativa]
  • Formação dirigida a públicos em geral – através de programas de formação que visam dar resposta a exigências de formação setorial (formação homologada); programas em temáticas que visam a atualização e aperfeiçoamento de competências profissionais valorizadas no mercado de trabalho.

  • Formação intraempresa – através de programas de formação concebidos à medida de cada cliente,de acordo com as especificidades da organização e suas necessidades de atualização, aperfeiçoamento e reciclagem dos seus colaboradores.

  • Formação inter-empresa – dirigida a entidades externas coletivas. A contratualização da formação é feita com duas ou mais empresas de onde provêm os formandos.
[ÁREAS DE FORMAÇÃO CERTIFICADAS]

Na qualidade de Entidade Formadora, fomos acreditados pelo IQF desde 27 de dezembro de 2004 e certificados pela DGERT desde 2014, atualmente em 12 áreas de educação e formação:


  • 010 - Programas de base
  • 090 - Desenvolvimento Pessoal
  • 215 - Artesanato
  • 341 - Comércio e Vendas
  • 481 - Ciências Informáticas
  • 621 - Produção agrícola e animal
  • 623 - Silvicultura e Floresta
  • 762 - Trabalho social e orientação
  • 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens
  • 729 - Saúde – Outros Programas
  • 812 - Turismo e lazer
  • 146 - Formação de professores e formadores de áreas tecnológicas

A certificação em novas áreas de formação éum procedimento revisto anualmente emfunção de novas necessidades dosnossos formandos e entidades clientes,seja na aquisição de novascompetências, seja na implementação de novos processos e tecnologias.


No site do Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ) pode identificar temas de formação e unidade de formação de curta duração ajustadas à sua necessidade de qualificação.

www.catalogo.anqep.gov.pt

[A nossa equipa]

A Castelform possui uma equipa interna qualificada especializada nos setores chave em que intervém.


É uma equipa multidisciplinar, constituída atualmente por sete elementos, com formação académica nas áreas de ciências da educação, economia, gestão e marketing.

[Conceção de Intervenções Formativas]

[COMPETÊNCIA]

Capacidade do indivíduo para realizar uma atividade, uma função ou uma tarefa específica.


[AÇÃO DE FORMAÇÃO]

Atividade concreta de formação que visa atingir objetivos de formação previamente definidos.


[CURSO DE FORMAÇÃO]

Programa de formação que tem como finalidade proporcionar aos formandos a aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de capacidades práticas, atitudes e formas de comportamento necessários para o exercício de uma profissão ou grupo de profissões.


[APRENDIZAGEM]

Processo integrado em que um indivíduo se mobiliza no sentido de uma mudança, nos domínios cognitivo, psicomotor e/ou afectivo.

[AS NOSSAS SOLUÇÕES DE FORMAÇÃO]
  • Formações Modulares Certificadas do CNQ – Ações de formação de 25h ou 50h em referenciais de formação das áreas de formação em que estamos certificados. Formação gratuita, financiada pelo POISE, ou não financiada nas situações em que os formandos e/ou as entidades empregadoras não cumprem requisitos de acesso ao financiamento público.

  • Formações à medida (extra-catálogo) – Formação não financiada, com duração em função das necessidades de competências e disponibilidade dos formandos ou das suas entidades patronais.

  • Formação homologada pelo Ministério da Agricultura – para cumprimento de exigências da formação sectorial, designadamente na aplicação de produtos fitofarmacêuticos de utilização profissional e mecanização agrícola.
[CONSULTORIA FORMATIVA PARA EMPRESAS]

A Lei n o 7/2009 de 12 de fevereiro (código do trabalho) obriga a que a entidade empregadora proporcione um mínimo de 35 horas de formação por colaborador, tendo em vista melhorar a sua empregabilidade e aumentar a produtividade e a competitividade da empresa.


Ao abrigo deste Código, o empregador deve ainda estruturar planos de formação anuais ou plurianuais e, relativa mente a estes, assegurar o direito a informação e consulta dos trabalhadores dos seus representantes.


O processo de desenvolvimento do nosso serviço de consultoria formativa divide-se em 5 fases, podendo ser contratualizadas uma ou mais fases:

  • 1ª Fase - Levantamento de necessidades de competências (necessidades de formação).
  • 2ª Fase - Elaboração do plano de formação.
  • 3ª Fase - Conceção das intervenções formativas.
  • 4ª Fase - Planificação e organização da formação.
  • 5ª Fase - Execução da formação (inclui avaliação das ações e do projeto no global).

Na qualidade de entidade empregadora, se pretende certificar a formação que disponibiliza aos seus colaboradores, pode recorrer ao nosso serviço de consultoria formativa para o apoiar no processo de reconhecimento e valorização das qualificações adquiridas pelos colaboradores, designadamente no apoio à elaboração do dossier técnico pedagógico, do processo de avaliação da aprendizagem e certificação de competências e registo das mesmas no Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO).

[OS SETORES DE ATIVIDADE]
  • [LIGAÇÃO AO SETOR AGRÍCOLA] – A formação no setor primário tem sido a principal força de atuação da Castelform. A agricultura na nossa zona de atuação é uma atividade com relevância social e económica, com culturas e produtos tradicionais de reconhecida qualidade, mas com novas apostas a afirmar no quadro das alterações climáticas e do mercado de consumo sempre aberto a novas tendências.Estamos fortemente ligados a este setor decorrente da parceria que temos com algumas organizações representativas na nossa zona de intervenção.

  • [LIGAÇÃO AO SETOR EMPRESARIAL] – Nos últimos 2 anos a Castelform abrangeu mais de 200 entidades empregadoras com o estatuto de micro e PMEs pelo envolvimento dos seus colaboradores quer em ações de formação financiadas pelo POISE, quer em ações auto-financiadas.

  • [LIGAÇÃO AO SETOR SOCIAL] – Desde a constituição da Castelform que a aposta no setor social tem vindo a crescer. Este aumento quantitativo não só se traduz na necessidade das IPSSs e outros agentes deste setor procederem ao recrutamento de pessoal, como este deverá deter níveis de qualificação elevados, condicentes com os padrões qualitativos estabelecidos pela Segurança Social para os serviços a prestar pelas IPSSs. Esta necessidade advém, quer da elevada rotatividade dos RH, quer decorrente do processo de certificação da qualidade do serviço nas respostas sociais: Lares; Centros de Dia; SAD.
    No desenvolvimento desta área de formação cooperamos com diversas organizações do setor social, de que destacamos: a SCMM Santa Casa da Misericórdia da Maia (Maia); a ASMAN - Associação Solidariedade Social Mouta Azenha Nova (Gueifães, Maia); a ASCOR - Associação de Solidariedade Social do Coronado (Trofa); a APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (Trofa); Associação de Solidariedade Humanitária de Monte Córdova (Santo Tirso); a Associação de Solidariedade Social do Muro; A Associação Mais - São Mamede; Centro Social de ILabruge e a Fundação Bomfim (Braga).

  • [LIGAÇÃO AO SETOR CULTURAL] – No panorama cultural, a Castelform foi parceria no Consórcio de Guimarães Capital da Cultura 2012, através da dinamização de oficinas criativas de inovação artística com base nas tradições locais. No biénio de 2017/2018, em parceria com a zetgallery, a Castelform organizou ações de formação para cerca de meia centena de profissionais das áreas da animação sociocultural e turismo.
    O desenvolvimento destas formações, preferencialmente em espaços relacionados com a organização de exposições culturais, é uma mais valia no contato dos formandos com a arte e com os artistas plásticos no âmbito da montagem, inauguração e decurso das exposições aí patentes.
[CULTURA ORGANIZACIONAL]

CONFIANÇA

Pela procura constante em satisfazer e, se possível, exceder as expetativas do cliente. Pela implementação de uma cultura de respeito, confiança, valorização e envolvimento de todos os elementos da equipa e desta com os técnicos e gestão de topo do cliente.


ASSOCIATIVISMO

A Castelform acredita na virtude do trabalho associativo e em rede promovendo parcerias estratégicas e operacionais na conceção e execução dos projetos orientados para resultados. Integramos a direção da APEFOR Associação Portuguesa de Entidades Formadoras.


SUSTENTABILIDADE

Pelo empenhamento contínuo, individual e coletivo na procura da diferenciação. Pela adoção dos metodologias mais eficazes com a permanente preocupação da gestão eficiente de recursos escassos.


TRANSFORMAÇÃO

A Castelform visiona a formação profissional como uma ferramenta para a transferência de competências e para a transformação pessoal dos formandos que aderem às nossas propostas formativas.


ENTUSIASMO

Encaramos os novos desafios com otimismo e entusiasmo, sabendo que as dificuldades da mudança são também fonte de motivação e crescimento da equipa.


LEGADO

Estamos comprometidos em gerir e honrar o legado de todos aqueles que construiram a Castelform desde 2004, a sua marca, credibilidade e forma de trabalhar.

[Qualificação]

Enquanto agente com intervenção na área de educação e formação, a Castelform ambiciona ser reconhecida como uma Entidade Formadora com um contributo relevante:


  • Na elevação dos níveis de qualificação e formação de todos aqueles que, no seu território de intervenção, não são detentores de 12 anos de escolaridade, quer sejam ativos empregaos ou desempregados, adultos ou jovens;

  • Na qualificação dos agentes económicos - empresários e colaboradores, na aquisição de competências nos domínios técnico e tecnológico, gestionário organizacional e motivacional comportamental;

  • Na contribuição para a eficácia e eficiência nas políticas de educação e formação, nos concelhos prioritários de intervenção, pela articulação com os Centros Qualifica, a Rede Social, a rede de cooperativas agrícolas e organizações do setor social, cultura e turístico.