Informação sobre a edição do curso

Inscrever nesta edição Todas as edições Pedir contacto
  • Horário18:30-21:30
  • Duração15.0 horas
  • Início27/02/2023
  • Fim25/03/2023
  • Local de FormaçãoFormação a Distância (FAD)

    -
  • Preço130,00€
  • Datas de Realização

    4 sessões “on line”: 27 fev.; 6, 13 e 20 de março (segundas-feiras), das 18:30 às 21:30.
    1 sessão presencial: 25 março de 2023 (sábado) – Atividade prática – local e horário a confirmar.

  • Apresentação

    Ao longo de 15 anos de carreira, como curadora e mediadora cultural, Helena Mendes Pereira desenvolveu um conjunto alargado de projetos de arte em espaço público, tendo produzido pensamento sobre o poder da Arte em espaço público e a importância da curadoria.

    Há uma consciência da urgência do contacto quotidiano com a obra de Arte como promotora da literacia, do conhecimento e, consequentemente, da construção de consciência crítica e de cidadania. A presença da Arte em espaço público é, assim, muito mais do que dotar o território do belo. É um ato político e simbólico como foram sendo sempre, ao longo da História, as transformações urbanas.

    A história urbana mostra que às transformações de ordem económica e social se segue a adequação das estruturas, das formas e das imagens das cidades. Neste novo tempo que vivemos, é perentório que o espaço público seja cada vez mais um convite, não à profusão dos eventos, mas ao convívio moderado e seguro. A Arte pode ajudar, pode ter essa mensagem. Para a economia da cidade industrial, importava a proximidade a fontes de matérias-primas e de energia, a disponibilidade de capital, a força do trabalho de qualificação baixa ou média e um grande mercado local. Mas as exigências da cidade são radicalmente diferentes para a nova economia, que, segundo Peter Hall, deixou de ser uma “economia de informação” e se tornou numa “economia da cultura”, na qual a cultura se tornou na peça central da máquina reprodutiva do capitalismo, a sua nova mola propulsora.

    Neste sentido, neste curso serão dados vários exemplos de projetos de arte em espaço público, nacionais e internacionais, e abordadas propostas concretas para o desenvolvimento de projetos e debatida a necessidade da criação de legislação para esta área específica da atividade pública.

  • Condições de Inscrição

    Valor da Inscrição: 130,00 euros

    Certificado de formação profissional emitido na plataforma SIGO/ANQEP.

  • Área de Formação

    Turismo e Lazer

  • Objetivo Geral

    Enquadrar a Arte em espaço público como uma nova camada na construção dos espaços, da consciência crítica e da cidadania

  • Objetivos Específicos

    No final da ação de formação os formandos deverão ser capazes de:
    • Relacionar o papel e a importância da curadoria nos projetos de arte em espaço público;
    • Identificar as vertentes e os impactes num projeto de arte em espaço público;
    • Planificar a organização, instalação, comunicação e mediação de um projeto de arte em espaço público.

  • Conteúdos Programáticos

    • O papel e a importância da curadoria nos projetos de arte em espaço público;
    • O poder da arte em espaço público na promoção da literacia, do conhecimento e, consequentemente, da construção de consciência crítica e de cidadania;
    • As vertentes do belo, do ato político e da literacia cultural no projeto artístico;
    • Ferramentas de apoio à definição do conceito e conteúdos de uma exposição;
    • Planificação da atividade logística e organizativa;
    • Estratégias de mediação e educação com os públicos;
    • Conteúdos comunicacionais e de promoção dos projetos de arte em espaço público.

  • Formador(es)

    • Helena Mendes Pereira

    • (Helena Pereira. n.1985). Curadora e investigadora em práticas artísticas e culturais contemporâneas. É licenciada em História da Arte (FLUP); frequentou a especialização em Museologia (FLUP), a pós-graduação em Gestão das Artes (UCP); é mestre em Comunicação, Arte e Cultura (ICS-UMinho) e doutorada em Ciências da Comunicação, com uma tese sobre "Curadoria Expandida". Atualmente, é chief curator da zet gallery (Braga) e integra a equipa da Fundação Bienal de Arte de Cerveira como diretora artística, tendo sido com esta entidade que iniciou o seu percurso profissional no verão de 2007. Com mais de 14 anos de experiência profissional é autora de mais de 80 projetos de Curadoria, tendo já trabalhado com mais de 200 artistas, nacionais e internacionais. É formadora sénior e consultora nas áreas de curadoria, gestão e programação cultural.


  • Metodologia

    Formação a Distância (com uma sessão presencial)

    • Com a utilização do método interrogativo os formandos são desafiados a falar sobre as suas experiências e dúvidas na curadoria de projetos de arte em espaço público;
    • Com a Utilização do método expositivo a formadora apresenta os conteúdos que reforçam o conhecimento sobre a temática e que enquadram esta nova atividade na função de curador;
    • Com a Utilização do método ativo a formadora/animadora envolve os formandos na construção, reflexão e partilha de estratégias e instrumentos que os capacitem a planificar a organização, instalação, comunicação e mediação de um projeto de arte em espaço público.

Inscrever nesta edição Todas as edições Pedir contacto